Publicado por: adrianemaraujo | 19/03/2013

O verdadeiro Jejum

Olá leitores!

Venho falar hoje sobre um tema muito importante para as nossas vidas, vamos falar sobre jejum. Um dos pilares do tripé da vida de um homem de Deus é o jejum. Esse tripé está composto por Oração, Palavra e Jejum. Por isso, precisamos meditar sobre esses aspectos tão importantes da nossa vida cristã.

Eu poderia acrescentar um pilar, que de certa maneira está inserido dentro dos três já apresentados, que é a adoração. Uma arma poderosa e que agrada o coração do nosso Deus. Porém, hoje vamos falar sobre jejum. Esse tema sempre foi uma curiosidade pra mim, sempre foi tema de meus estudos e conversas com meu esposo e com homens e mulheres de Deus. Nas nossas recentes buscas, meu esposo encontrou uma ministração do pastor Lucinho que fala sobre o Verdadeiro Jejum. Tudo que ele trouxe, reforçou o que entendíamos e nos fortaleceu nesse propósito. Quero nesse post compartilhar com vocês o meu entendimento a respeito da palavra ministrada pelo pastor Lucinho, que é um homem de Deus, uma referência da nossa geração. Se você quiser assistir essa ministração na íntegra, o endereço é esse: http://www.youtube.com/watch?v=05FK9G12nFI

Porém, segue as minhas anotações e o que mais me chamou atenção:

Jejum Bíblico: Abrir mão de algo bom, para receber algo maior de Deus.

Jejum = Humilhação -> se humilhar pra Deus

Tipos de Jejum:

Comum: ficar sem comer, só beber.

Feito por Jesus durante 40 dias no deserto.

Completo: Ficar sem comer e sem beber.

Feito por Moisés e Paulo

Parcial: Deixar de comer determinados alimentos.

Quando jejuamos dizemos ao nosso estômago que ele não é o nosso Deus. Nos livramos de pequenos luxos, evitamos nos mimar. Temos andado muito mimados. Nos nossos dias, percebemos que, pior do que o ateísmo é o humanismo, porque o homem se vê no centro de tudo, é quer tudo na hora.

Humanismo-> homem no centro

Cristianismo-> Cristo no centro

Precisamos viver o verdadeiro cristianismo, onde Ele é o centro e não as nossas vontades.

Outros tipos de jejum, que pode não ser de alimentos, pois pode haver coisas que te tiram da presença de Deus, que valem muito pra você e, que você nem imagina o que acontece se for mexido, ou que te distraem, ou que estão ocupando mais espaço no seu dia a dia do que a presença de Deus.

Para quem anda distraído:

Jejum de internet, TV, som

Jejum de silêncio, sem celular, sem falar -> um Jejum de barulho para ouvir Deus falar.

Outros tipos:

Jejum de dormir: acordar durante a madrugada, por exemplo, 1 semana acordando as 03h00 para buscar ao Senhor. Dizer ao sono, há alguém mais sagrado que você. Como o salmista dizia: “… pelas vigílias da noite, eu levanto pra pensar em Ti.”

Jejum de sexo: para quem é casado, se separar para orar.

Jejum de “se defender”: como exemplo: durante 30 dias o que falarem sobre você, você dizer é isso mesmo, ou se calar. Jesus fez isso diante de Pilatos.

Jejum de comprar: Ficar sem comprar para si mesmo, porém dar presentes aos outros, elogiar os outros.

Jejum em grupo: um grande exemplo foi a cidade de Nínive, onde até os animais jejuaram e Deus mudou a sentença, porque viu neles a humilhação.

Jejum de praticar esporte: para exercitar o espírito.

Jejum de trabalhar: Na verdade é um jejum de ganhar, separar um dia para somente dar e não trabalhar para ganhar. É valorizar um bem espiritual em detrimento de algo material.

Jejum de diversão: praia, academia, shopping, cinema, etc.

Jejum de video game

Jejum de “se embelezar”: sem maquiagem, vestir-se simples.

Jejum de dinheiro: aumentar a oferta/semear mais.

Sentidos do jejum- enquanto você jejua você precisa lembrar que é para modificar também suas atitudes, porque nesse período Deus coloca um espelho diante de nós e nos mostra quem somos:

1- não caluniar, não maltratar o próximo.

2- dar forma de alívio ao próximo

3- deixar de lado o egoísmo e semear

Objetivos do jejum:

1- Jejuar para abençoar as pessoas

2- Jejuar para tirar a carne do caminho e dar controle total ao Espírito Santo.

3- Jejuar para tomar decisão de acordo com a vontade de Deus.

4- Jejuar para vencer demônios e seus mensageiros.

5- Jejuar para nos arrepender.

Dicas para jejuar:

1- Comece devagar e respeite seus limites.

2- Jejue em segredo.

3- Procure orar, ler a bíblia, meditar em Deus, ajude o próximo nesse período.

4- Estabeleça o mínimo de jejum constante. Coloque um alvo. Os fariseus jejuavam toda terça e quinta. Como dica: jejuar no primeiro dia do mês e todo primeiro dia da semana (domingo). Ter uma vida de jejum.

5- Estabeleça hora de começar e de terminar o jejum.

6- Determine o propósito do jejum, coloque um alvo.

7- Comece o jejum orando e termine orando.

8- Termine o jejum com comida leve, ser for de comida.

O jejum turbina nossa vida espiritual, porque tira a carne do caminho. Entramos em sintonia com o Espírito Santo, porque a nossa carne atrapalha muito a nossa comunhão com Deus. O jejum nos põe atentos para ouvir mais a voz do Espírito Santo. Abre nossos olhos para revelação profunda da bíblia, leva a vida de oração a outro nível, nos aproxima das pessoas. Os nossos sermões, aconselhamentos, nossas mensagens são melhores. O jejum descontínua o pecado, pois trás quebrantamento. Quando jejuamos vemos a nossa própria miséria.

O que nos impede de jejuar:

1- Pouca devoção a Deus – os servos de satanás usam e copiam as estratégias e as armas dos filhos de Deus, porque são dedicados ao objetivo deles. Como exemplo, os islãmitas, os satãnistas jejuam por objetivos de destruição e religião.

2- Achar que é greve de fome com Deus para arrancar Dele algo. – Jejum não é moeda de troca.

3- Achar que o jejum nos deixa superiores aos outros, dar valor exagerado ao jejum.

4- Jejuar com a motivação errada, fora dos princípios da Palavra. Quando isso acontece, isso se torna feitiçaria.

5- Satanás quer que você quebre o jejum, ele te faz ter sensação de apetite exagerado, os sentidos ficam exagerados.

6- As melhores comidas são feitas nessa época.

7- Quando não vemos a resposta imediata.

8- Quando jejuamos do nosso jeito. O jejum tem que doer.

9- Por causa da nossa vida corrida, remédios, etc.

O ideal é termos uma vida de jejum, ou seja, estarmos antecipados, preparados, não esperar que algo aconteça, alguma necessidade para então jejuarmos.

Uma frase que está na porta da igreja da Coréia do Sul, uma das maiores igrejas em quantidade de vidas em Jesus, é: “É proibido jejuar por mais de 40 dias”. Porque aquele povo move o céu com o jejum, com a oração e com a Palavra e, por isso eles vivem intensamente nessa prática, porque eles vivem os resultados de uma vida consagrada.

Amo vocês profundamente.

Anúncios

Responses

  1. Adriana.
    Obrigado por essa explicação. É o que eu precisava saber do jejum.

    Heleno Souza.
    Jundiaí – Sp
    helenoleonidas@hotmail.com

  2. Gostei da ministração do Pr. Lucinho colocada por você, somada a entendimentos pessoais referentes à temática, oriundos da Bíblia. Mais uma vez, parabéns por essa página! Ela, sem dúvida, tem honrado a Jesus!

  3. Dri, você é mesmo uma querida, uma pessoal especial. Lendo o seu texto, percebo que são mesmo muitos os caminhos que nos levam a Deus. Embora tenhamos religiões diferentes, me identifiquei muito com coisas ditas no seu texto. Grande beijo, Sandra

  4. Muito bom,adorei


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: